terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

O Agricultor Açoriano e o Agente da Autoridade, Anedota de Açorianos

O Toiro 64. Anedota de Açorianos. O agricultor açoriano e o agente de autoridadeO Agricultor Açoriano e o Agente da Autoridade ( ou o Poder da Arrogância )


Um policia vai a uma propriedade e diz ao dono, um velho agricultor açoriano:

- Preciso inspeccionar a sua propriedade. Há uma denúncia de plantação ilegal.

O agricultor açoriano diz:

- Ok, mas não vá àquele campo ali - disse, apontando para uma determinada área.

O Polícia diz indignado:

- O senhor sabe que tenho o poder da autoridade comigo? - E tira do bolso um crachá mostrando ao agricultor açoriano.

- Este crachá dá-me a autoridade de ir onde quero... e entrar em qualquer propriedade. Não preciso pedir ou responder a nenhuma pergunta. Está claro? Fiz-me entender?

O agricultor açoriano, muito educado, pede desculpa e volta para o que estava a fazer.

Poucos minutos depois o agricultor ouve uma gritaria e vê o agente de autoridade a correr para salvar a sua própria vida perseguido pelo 64, o maior toiro da quinta.

A cada passo o toiro vai se aproximando cada vez mais perto do agente, que parece que será apanhado antes de conseguir alcançar um lugar seguro. O agente está apavorado.

O agricultor larga as ferramentas, corre para a cerca e grita com todas as forças de seus pulmões:

- O crachá, mostra o CRACHÁ!

Anedota de Açorianos enviada por: Jogos Educativos do Tio Manel

.

Sem comentários:

Publicar um comentário